Feeds:
Posts
Comments

Archive for December, 2011

De amor e de sombras…


Serra do Ibitipoca - Minas Gerais - Brasil - novembro de 2011 - Fernando Silva

Oi amiga, bom dia!

 Aquiete seu coração, deixe as águas de seu rio interior seguirem o ritmo de suas emoções e expurgue esses pensamentos tão difíceis. Dúvidas, contradições e erros sempre vão existir, pois fazem parte das relações humanas em todas as instâncias, em especial entre os que se amam e, por isso mesmo, se permitem ir além, cometer excessos, equívocos. O que temos a fazer é, mesmo quando expressamos nossas opiniões divergentes, aceitar o outro por inteiro, o que significa compreender, de fato, o significado do que é amar.  

 Entendo que finais de ano trazem sempre uma carga difícil, pesada, porque são uma espécie de soma de todos os nossos feitos, bons e ruins, alguns que gostaríamos de simplesmente apagar, outros que gostaríamos de ter concretizado e não tivemos tempo ou oportunidade para tal. Poucos são os que nada têm a desculpar ou a ser perdoados. Só os santos estão em paz. Os anjos de uns são os demônios de outros. Aqueles dos quais nos ressentimos hoje podem ser a mão que nos erguerá amanhã. Essa é a forma misteriosa que a vida, fora de nosso controle, age.

 É nosso estado de alma que nos faz ver o outro da forma como o vemos. Todos temos nossas diferenças e talvez essas incongruências é que nos aproximem e completem. Não me sinto mal no mundo, talvez porque tente enxergar o melhor que cada um tem, sem deixar que aquilo que exista de diferente ou incômodo tome a forma de um chicote. Claro que ficamos tristes quando vemos algo doloroso que o outro pensa de nós vir à tona. Isso nos abala, nos instiga à reflexão, o que não significa que seja a verdade absoluta, mas o resultado de um olhar sobre nós que, momentaneamente, abdicou da generosidade.

 Estamos às vésperas do Ano Novo, com as emoções à flor da pele, e penso que não existe tempo melhor, mais oportuno, de aprimorar nossos sonhos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho. Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida que queremos ser felizes. Por hora, já temos o grande presente de estar vivos, buscando renovar este que é o verdadeiro milagre de nossa existência. Lembre-se que estamos próximos de um novo tempo, que presume renascimento, vida nova. É no que deveríamos nos focar: em renascer como pessoas melhores.

 Há muito tempo ouvi que o silêncio é a oração dos sábios. Deixo de lado essa sabedoria e me arrisco a, mais uma vez, dar minha opinião, mesmo que no final das contas seja só a palavra de alguém que, como pedra no caminho alheio, sabe que será rolada até perder todas as pontas. Sei que são muitas as arestas do material bruto de que sou feita e que ainda vai precisar de muita lapidação para ficar pronto. Inevitavelmente, esse é o trajeto da evolução. Dói, mas não tem como ser diferente…

 Então, seja lá o que se passe em sua alma, conta comigo, sempre!

 

 

Read Full Post »

A dança da vida


Foto abrigada em lindadancadoventre.blogspot.com

Querida menina, muita calma nesta e em todas as horas!

   Fique tranquila que a nós chega sempre o que nos é devido. Nossas batalhas são constantes porque lutar é o que é, de fato, viver. Como conhecer a rosa se não espetamos o dedo nos espinhos ao apreciar o roseiral? Como atravessar se não molhamos os pés diante do riacho cujas pedras não nos inspiram confiança? Como aprender se não caímos para levantar em seguida, muitas vezes com o joelho ralado, os cotovelos roxos? São as agruras que nos fortalecem, e mesmo aqueles a quem olhamos por alto, superficialmente, e acreditamos terem uma vida próspera e feliz, têm, em algum momento, suas dores reveladas. Lá no íntimo somos todos iguais… Adoecemos, choramos, nos magoamos, entristecemos. A glória está em amadurecer com as dificuldades e seguir em frente sem perder a esperança, a alegria, oferecendo a mão sempre que for requisitada.

   Viver, querida moça, é um caminho difícil, mas que vale a pena, sempre. Pequenos momentos, um sorriso aqui, uma lágrima ali, o amor uns pelos outros são aquilo que faz a caminhada ficar mais leve. Alguém já disse que “tudo vale a pena se a alma não é pequena”. Então, vamos levando, não é? Esta foi uma semana delicada para minha família, pois hoje o filhinho do meu sobrinho mais novo, um bebezinho de apenas 20 dias, passou por uma cirurgia, que graças a Deus foi um sucesso. Ainda não posso visitá-lo, mas meu coração está repleto de gratidão pela oportunidade de tê-lo conosco. Mais uma batalha vencida. Vê? Todos enfrentamos nossas lutas e temos que nos fortalecer pela fé, pela confiança, pela entrega e estar preparados para as pedras no caminho, que, de fato, não são poucas… Mas a gente dá conta, certo?

   Fique com Deus, e, mais uma vez, estenda a todos os que estão em seu coração, o meu desejo sincero de paz, amor e alegria, que é tudo que precisamos para chegar à felicidade. Renovo aqui os votos de que estes sejam tempos de ternura ao seu redor. Nenhuma noite é eterna, mesmo que se esteja no Polo Norte (rsrsrsr). Eu já estive lá e sei que também o dia que dura seis meses tem seus reflexos de obscuridade para serem vencidos. Assim, nenhum problema é para sempre. Estamos em movimento e mudamos toda vez que damos um passo à frente ou para o lado… Isso sem falar que há o momento de recuar, voltar atrás para, justamente, seguir a maravilhosa dança que a vida nos oferece. Penso que a vida é um grande baile, mesmo que à meia-noite sejamos forçados a voltar para casa e enfrentar o borralho, os ratinhos e as abóboras… Fazer o quê?

   Acredito em fadas, em Deus, em anjos, em guardiões, no bem, na luz, não importa o nome que se dê a isso… Sei que há aqueles que nos amparam e se aproximam na sintonia de nossas preces, sentimentos e impressões. Atraímos à nossa fiel semelhança. Então, minha querida, que sua alma se rejubile neste tempo de amor e seja o Sol em seu entorno. Somos todos uma espécie de aurora boreal quando queremos vencer a escuridão que, em tantos momentos, insiste em nos visitar. Somos todos uma espécie de lanterna que pode ser acionada com o coração. Creio nisso. Essa é minha oração preferida: brincar de fada, achando que na ponta do meu dedo há um condão especial. O poder de um sorriso, de uma palavra amiga, de um abraço sincero são ações capazes de despertar a divindade que habita as nossas entranhas. Há uma rede ao nosso redor, no melhor estilo Avatar (rsrsrsr). Verdade! Então, alegre-se e viva, pois esse é o melhor presente que podemos ter!

Read Full Post »